Para os que, como eu, não apreciam os tradicionais folares do Norte, este Pão de Páscoa de outras culturas mostra-se uma excelente alternativa.
É um doce típico da República Checa, representativo desta festividade e aproxima-se muito, na sua execução, de um bolo.
Realmente muito simples e rápido de fazer, é leve e delicioso, funcionando lindamente simples e ainda melhor barrado com manteiga.
Já terei passado por esta receita algumas vezes sem que nunca me tivesse chamado a atenção. Mas quantas vezes somos surpreendidos por algo que surge, sem esperarmos, no momento certo? 
Adoro a forma como vou redescobrindo os livros que fui reunindo desde a adolescência, e que sempre fui visitando sem poder imaginar, no entanto, que mais tarde fariam ainda mais sentido.

Por estes dias procurava algo ligeiro, no sentido de me aproximar mais da origem desta festa, em que a exuberância dos doces é algo contida e sóbria. Não gostando da textura extra seca dos folares que conheço (exceptuando o de Olhão que é aquela maravilha) queria uma espécie de bola ou pão doce. Assim que visualizei esta receita sorri. Era mesmo isto!
Ao pesquisar melhor sobre, apercebi-me que se trata do Mazanec, um Bolo/Pão doce, com frutos secos no seu interior, que costuma ser cozido no Sábado de Aleluia. 
Para quem pretende um doce de Páscoa quase expresso, sem abdicar do carácter inerente aos doces mais típicos desta celebração, tem aqui uma excelente opção.

MAZANEC (PÃO DA PÁSCOA DA BOÉMIA)
(Receita adaptada do livro “Bolos de Festa”, da colecção “Os Melhores Doces do Mundo”, Activa)


Ingredientes

2 ovos + 1 gema pequena para pincelar
80 gr de manteiga, ligeiramente amolecida
100 gr de açúcar amarelo
480 gr de farinha com fermento
1 chávena (chá) de leite
Raspa de 1 limão
50 gr de uva passa
50 gr de sultanas
60 gr de amêndoa sem pele e tostada (usei laminada) + 1 colher (sopa) para polvilhar
Açúcar em pó para polvilhar (opcional)

Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal. Reservar.
Bater os 2 ovos com o açúcar e a manteiga. Acrescentar a farinha e o leite, aos poucos e alternadamente. 
Adicionar a raspa de limão e de seguida os frutos, envolvendo-os bem na massa. Passar a massa para o tabuleiro, com as mãos ou com a ajuda de uma espátula moldar a forma de um pão (a massa fica bastante pegajosa e difícil de trabalhar, mas neste caso também não é importante).
Pincelar com a gema batida, espalhar um pouco de amêndoa laminada por cima, e levar ao forno cerca de 35-40 minutos, até estar douradinho e bem firme.
Retirar do forno, deixar amornar, polvilhar com açúcar em pó se pretender, e comer.

Nota: os ingredientes devem estar à temperatura ambiente.
Nota_1: em relação à receita original substitui o açúcar branco por amarelo e reduzi 25 gr à sua quantidade, substitui metade da quantidade de passas por sultanas e retirei o cidrão cristalizado.