Chegou o 2º Aniversário do blog! Consigo trás uma proposta cheia de vida, luz e cor.
É incrível perceber como algo impensável para mim até há 2 anos, dá agora forma a uma parte tão boa, positiva e relaxante dos meus dias.

O tempo que nos “rouba”, impedindo-nos de fazer outras coisas que a vida nos impõe, é compensado por todo o entusiasmo e boa energia, enfim, por toda a realização pessoal que dele obtemos.
Do post de parabéns do ano passado, recordo e reforço a aprendizagem e a constante vontade de fazer mais e melhor, como maiores consequências da decisão de o criar. A juntar às pessoas que fui e vou conhecendo, seja virtual ou pessoalmente, constituem, sem dúvida, o melhor que este cantinho me dá.As receitas e inspirações surgem de todo o lado. Dos livros que chegam, do Pintrest que vicia, das conversas com outros apaixonados por este delicioso tema, dos blogs vizinhos sempre tão estimulantes. A sua leitura e absoluta absorção é imediata. A vontade de as por em prática é gigante.
Ainda que o tempo nos obrigue a definir prioridades, enquanto esta curiosidade e sede de fazer mais e melhor continuarem, acredito que siga no bom caminho. E é só isso que lhe desejo, um excelente e produtivo percurso.
A este pedacinho de mim, este ano presenteado com um lindo Cake Stand da Patrícia, prometo continuar a alimenta-lo com a dedicação e carinho que merece, fazendo os possíveis para que consiga crescer e evoluir de forma construtiva e interessante.

Declaração de amor feita, resta dizer que a Pavlova de comemoração ficou brutal! Bem intensa, com sabores da época e repleta de texturas e contrastes.
Nada saudável e cheia de exageros como se espera de um bom dia de festa.

A vocês, Muito Obrigada por estarem ai.

PAVLOVA DE ABÓBORA, LARANJA E NOZ

Ingredientes
(8-10 pessoas)

|Merengue/Base
5 claras
200 gr de açúcar
1 colher (sobremesa) de vinagre
1 colher (sopa) de amido de milho

|Curd de Laranja e Abóbora
3 ovos
1 gema
100 gr de açúcar
80 ml de sumo de laranja
100 gr de puré de abóbora (usei hokkaido)
1 colher (café) de canela
50 gr de manteiga

|Chantilly
200 ml de natas para bater
40 gr de açúcar em pó
1 colher (sobremesa) de extrato de baunilha

|Caramelo de noz
2 colheres de sopa de noz, grosseiramente partida
3/4 de chávena (chá) de açúcar
1/2 de chávena (chá) de água

|Decoração
Noz, grosseiramente partido
Sementes de Abóbora, tostadas
Hortelã fresca

Preparação

Começar por fazer o curd (com pelo menos com 1-2 dia de antecedência).
Levar ao lume, em banho maria, os ovos bem misturados com o açúcar e o sumo de laranja. Mexer sempre para não ganhar grumos, até engrossar. Demora cerca de 10 minutos.
Retirar do lume e incorporar o puré de abóbora misturado com a canela, mexendo bem até ficar totalmente envolvido. De seguida acrescentar a manteiga cortada em pedaços e voltar a mexer até estar derretida e perfeitamente envolvida no creme.
Colocar em frascos esterilizados, fechar bem e deixar arrefecer com a tampa virada para baixo. Refrigerar. Dura cerca de 15 dias no frigorífico.
Para a pavlova: Pré-aquecer o forno a 150ºC. Colocar uma folha de papel vegetal e desenhar um círculo com cerca de 20 cm de diâmetro. Reservar.
Bater as claras em castelo firme. Juntar de seguida o açúcar aos poucos, duas colheres de cada vez, até estar bem incorporado. De seguida adicionar o vinagre, envolver, e por fim o amido de milho.
Espalhar o preparado dentro do círculo desenhado, e moldar a gosto com uma espátula ou colher. Ter atenção para deixar o centro um pouco mais baixo que os limites exteriores.
Colocar no forno e passado 15 minutos reduzir a temperatura para 140ºC. Deixar cozer durante 1 hora, não abrindo nunca a porta do forno. Ao fim deste tempo desliga-lo e deixar a pavlova lá dentro até arrefecer completamente. (frequentemente deixo de um dia para o outro).
Preparar o chantilly, batendo as natas até estarem bem firmes. Acrescentar o açúcar em pó e a baunilha e bater até estarem incorporados. Levar ao frigorífico até à hora da montagem.
Preparar o caramelo, levando o açúcar ao lume num tachinho, juntamente com a água. Deixar ferver até fazer ponto de caramelo. Espalhar os pedaços de nozes, grosseiramente picados, numa pedra/balcão de granito e verter o caramelo por cima. Deixar enrijecer e secar completamente, e com delicadeza, descolar da bancada com  a ajuda de uma faca fina.
Montagem: Descolar delicadamente o merengue do papel vegetal e coloca-lo no prato de servir. Espalhar por cima as natas/chantilly. Distribuir o curd por cima do chantilly, acentuando no limite exterior de forma a que escorra pelo merengue. Partir o caramelo de noz a gosto e espalhar por cima das natas. Salpicar com as sementes de abóbora, noz partida e mais uns pingos de curd, a gosto. Finalizar decorando com folhinhas de hortelã fresca.
Manter no frio.