Fui desafiada pelas meninas com quem há 3 anos partilho horas duras, suadas, normalmente sujas e por vezes bem difíceis (mesmo quando os treinos são fraquiiiinhos!), a pensar em receitas saudáveis e potenciadoras de melhores resultados nos treinos (isso!). Propostas fit, ricas em proteína e fornecedoras de energia… Quereriam elas dizer.
Eu digo que o que nos apetece mesmo é um docinho guiltyfree depois de um bom treininho. Se nos ajuda a ter ou repor energias é, neste caso e neste grupo, um bocadinho indiferente. E ainda bem.

As trufas energéticas são algo que habitualmente faço, mas tinha em mente experimentar brownie de feijão preto, pelo facto deste ingrediente ser uma excelente fonte de proteína vegetal.
Lá pesquisei algumas opções existentes e adaptei para o que me pareceu melhor se equilibrar entre o saudável e o agradável. O resultado foi a junção desta receita com esta.

A textura natural do brownie, já de si densa, não deveria tornar-se demasiado farinhenta e excessivamente pastosa. Lá comecei então a experimentar e há 2ª tentativa a coisa saiu bem ao gosto.
Usei feijão de lata mas não imaginava que a marca fosse um aspecto que influenciasse tanto, interferindo no sabor e textura da massa. O da Compal foi o que, dada a sua neutralidade de sabor, melhor se adequou a esta solução doce, conferindo um excelente resultado.
Não tem açúcar nem farinha e apenas usei amendoim salgado frito em mel para dar um pequeno toque crocante.

Preparar este bolo é realmente do mais simples que pode haver. Toca a meter tudo na trituradora e já está! Forno, e 20-25 minutos depois está feito. 
A sua densidade é compacta mas algo frágil. Vai bem à mão mas com um garfinho é perfeito.

As minhas companheiras de luta provaram e aprovaram, logo, acho que podem confiar que é realmente uma fit-maravilha!

BROWNIE DE FEIJÃO PRETO

Ingredientes
(10-12 doses)
400 gr de feijão preto cozido (1 lata pequena)
2 ovos
3 colheres (sopa) de mel (boa qualidade)
2 colheres (sopa) bem cheias de cacau crú em pó
2 colheres (sopa) de óleo de côco
2 colheres (sopa) de amêndoa ralada
1 colher (sobremesa) de extracto de baunilha
1 colher (café) de canela
1/2 colher (café) de gengibre em pó
1 pitada de sal
1 colher (sobremesa) de fermento
1/2 chávena de amendoim salgado frito em mel, grosseiramente triturado
2 colheres (sopa) de pepitas de chocolate 70% cacau (opcional) 
Preparação


Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Untar com manteiga uma forma quadrada (20x20cm) e forrar com papel vegetal também ligeiramente untado.
Retirar o feijão da lata, passar por água e deixar a escorrer bem.
Colocar o feijão na trituradora e processar até estar bem desfeito. Acrescentar os ovos, o mel, o cacau, a amêndoa ralada, o óleo de côco derretido, o extracto de baunilha, o sal, a canela e o gengibre e triturar até estar tudo perfeitamente envolvido num preparado homogéneo. É suposto ficar ligeiramente liquido.
Acrescentar o fermento e envolver rapidamente na massa.
Verter o preparado na forma, distribuir o amendoim por cima e levar ao forno cerca de 20-25 minutos.
Verificar com um palito se a massa está cozida e retirar do forno.
Deixar arrefecer, retirar o papel vegetal delicadamente, cortar em quadrados e servir.

Nota: a massa é densa mas delicada, pelo que é aconselhável algum cuidado a manuseá-la.
Nota_1: para uma opção vegan substituir os ovos por “ovos” de linhaça, a executar de acordo com a indicação da receita original.